Relatório

Glossário

Ações ordinárias (ON): ações que garantem a quem as possui o direito a voto nas deliberações das Assembleias Gerais, observadas as restrições legais.

Ações preferenciais (PN): dão preferência ao recebimento de valores. Um acionista preferencial receberá dividendos e outras compensações primeiro do que quem possui ações ordinárias da mesma empresa. Na Klabin, quem as possui pode votar no caso de transformação, incorporação, fusão ou cisão da Companhia, de aprovação de contratos entre a Companhia e o seu controlador ou outras sociedades, desde que sejam matéria de assembleia, de avaliação de bens que concorram para aumento de capital e de escolha de empresa especializada para determinação do valor econômico da Companhia.

APP: Área de Preservação Permanente. Conforme definição da Lei nº 12.651/2012, é uma área protegida, coberta ou não por vegetação nativa, com a função ambiental de preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica e a biodiversidade, facilitar o fluxo gênico de fauna e flora, proteger o solo e assegurar o bem-estar das populações humanas.

BEKP: Bleached Eucalyptus Kraft Pulp. Em português, Celulose de eucalipto de fibra curta branqueada. Material usado como matéria-prima para vários tipos de papéis.

CDP: Organização internacional, sem fins lucrativos, que analisa e reconhece os esforços de empresas no mundo para gerir os impactos ambientais de suas atividades. (“Carbon Disclosure Project” não é mais utilizado pela instituição)

CERFLOR: Programa Brasileiro de Certificação Florestal. A certificação de manejo florestal CERFLOR atesta que o empreendimento conduz o manejo florestal em conformidade com requisitos ambientais, sociais e econômicos. Normas foram elaboradas no âmbito da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e a aplicação do Certificado é gerida pelo Instituto Nacional de Metrologia (INMETRO).

Combustíveis fósseis: recursos não renováveis utilizados para a produção de energia por meio de sua queima. São formados por decomposição de material orgânico ao longo de milhares ou milhões de anos. O petróleo, carvão mineral e gás natural são exemplos de combustíveis fósseis responsáveis por grande parcela dos impactos no meio ambiente com emissões de gases de efeito estufa.

COV: Compostos orgânicos voláteis. Componentes químicos presentes em diversos tipos de materiais sintéticos ou naturais. Possuem alta pressão de vapor, o que faz com que se transformem em gás ao entrar em contato com a atmosfera.

CONAMA: Conselho Nacional do Meio Ambiente. Órgão consultivo e deliberativo do Sistema Nacional do Meio Ambiente composto por órgãos federais, estaduais e municipais, setor empresarial e sociedade civil. Entre suas atribuições está a definição de normas e critérios para o licenciamento de atividades efetiva ou potencialmente poluidoras e critérios e padrões relativos ao controle e à manutenção da qualidade do meio ambiente.

Corpo hídrico: denominação genérica para qualquer manancial hídrico; curso d’água, trecho de rio, reservatório artificial ou natural, lago, lagoa ou aquífero subterrâneo.

COSO: The Comitee of Sponsoring Organizations. Entidade sem fins lucrativos, dedicada à melhoria dos relatórios financeiros por meio da ética, efetividade dos controles internos e governança corporativa.

DBO5: Demanda Bioquímica de Oxigênio. Teste padrão, realizado a uma temperatura constante e durante um período de incubação de cinco dias. É medida pela diferença do Oxigênio Dissolvido (OD) antes e depois do período de incubação.

DQO: Demanda Química de Oxigênio. Parâmetro indispensável aos estudos de esgotos sanitários e efluentes industriais. Ele avalia a quantidade de oxigênio dissolvido (OD) consumido em meio ácido que leva à degradação de matéria orgânica.

Due Dilligence: Diligência prévia. Processo de busca de informação sobre outra empresa para avaliar riscos de compra ou outras transações. A análise inclui aspectos financeiros, contábeis, fiscais, trabalhistas, ambientais, jurídicos, de propriedade intelectual e até mesmo tecnológicos.

EBITDA: Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization é um indicador financeiro que representa a geração de caixa operacional da empresa, desconsiderando os impactos financeiros e dos impostos. Corresponde ao lucro líquido antes do imposto de renda e contribuição social, das despesas de depreciação e amortização e do resultado financeiro. 

ECO-92: Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, realizada entre os dias 3 e 14 de junho de 1992, na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. O evento fez um balanço dos problemas existentes e dos progressos alcançados e elaborou documentos que são referências para discussões ambientais.

Endividamento líquido: diferença entre quanto a empresa deve (empréstimos e financiamentos) e o quanto tem disponível atualmente para a quitação (caixa e equivalentes de caixa).

EPCI: Na sigla em inglês Environmental, Paper Company Index 2019. Índice criado pela organização WWF (World Wide Fund for Nature ou Fundo Mundial para a Natureza), que avalia mais de 50 indicadores de políticas ambientais, compromissos e desempenho ambiental de empresas na produção de produtos de papel, tecido, embalagens e celulose.

ESG: Na sigla em inglês Environmental, Social and Governance. Em Português, Meio Ambiente, Social e Governança, três eixos da sustentabilidade. Indicadores prioritários para a Klabin, aderentes ao seu plano de crescimento, e que estabelecem os valores que a Companhia deve entregar à sociedade.

FSC: na sigla em inglês Forest Stewardship Council, é uma organização independente, não governamental, sem fins lucrativos, criada para promover o manejo florestal responsável ao redor do mundo. Por meio de seu sistema de certificação, o selo FSC reconhece a produção responsável de produtos florestais, permitindo que os consumidores e as empresas tomem decisões conscientes de compra, beneficiando as pessoas e o ambiente, bem como agregando valor aos negócios.

GEE: Gases de Efeito Estufa são aqueles que absorvem parte dos raios do sol e os redistribuem em forma de radiação na atmosfera, aquecendo o planeta, em um fenômeno chamado efeito estufa.  Dióxido de Carbono (CO2); Metano (CH4); hidrofluorcarbonos (HFCs) e perfluorcarbonos (PFCs) usados em aerossóis e refrigeradores, são exemplos.

GLP: Gás Liquefeito de Petróleo. Geralmente, é formado pela mistura dos gases propano e butano, e muito usado na cozinha das residências.

Green bonds: chamados títulos verdes são usados para captar recursos com o propósito de implantar ou refinanciar projetos e compra de ativos capazes de trazer benefícios ao meio ambiente. Ao adquirir esses papéis, portanto, o investidor está emprestando dinheiro para que uma determinada empresa desenvolva projetos sustentáveis. O retorno ao investidor é feito por meio de uma taxa de juros definida no momento da emissão.

GRI Standards: normas desenvolvidas pela organização internacional e sem fins lucrativos GRI (Global Reporting Initiative)‎ para orientar empresas, governos e outras organizações a entender e comunicar o impacto de seus negócios com relação a tópicos críticos de sustentabilidade, como mudanças climáticas, direitos humanos e anticorrupção. Na versão Essencial, são divulgadas as informações necessárias para entender a natureza da organização, seus temas materiais e impactos. Já na versão Abrangente, a empresa deve divulgar mais extensamente seus impactos e todos os itens de divulgação específicos, para cada tema material coberto pelas Normas.

IFC: sigla em inglês para International Finance Corporation. Em Português, Corporação Financeira Internacional. Instituição de desenvolvimento global focada no setor privado nos países em desenvolvimento. É membro do Grupo do Banco Mundial.

Indústria 4.0: termo usado para se referir a uma quarta onda da revolução industrial, em que as tecnologias digitais e a Internet das Coisas são aplicadas à manufatura. Nesse cenário, por exemplo, todas as máquinas estão interconectadas digitalmente dentro de um único sistema, permitindo monitorar os processos em tempo real e tomar decisões mais adequadas.  

IPCC: sigla em inglês para Intergovernmental Panel on Climate Change. Em português, Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas. Criado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (ONU Meio Ambiente) e pela Organização Meteorológica Mundial (OMM), ele tem o objetivo de fornecer aos formuladores de políticas avaliações científicas regulares sobre as mudanças climáticas, suas implicações e possíveis riscos futuros, bem como propor opções de adaptação e mitigação. 

IPS: Índice de Progresso Social. Metodologia que mede itens da qualidade de vida do território, de forma independente do desenvolvimento econômico.

ISE:  o Índice de Sustentabilidade Empresarial é uma ferramenta para análise comparativa da performance das empresas listadas na Bolsa de Valores (B3) sob o aspecto da sustentabilidade corporativa, baseada em eficiência econômica, equilíbrio ambiental, justiça social e governança corporativa. Também amplia o entendimento sobre empresas e grupos comprometidos com a sustentabilidade, diferenciando-os em termos de qualidade, nível de compromisso com o desenvolvimento sustentável, equidade, transparência e prestação de contas, natureza do produto, além do desempenho empresarial nas dimensões econômico-financeira, social, ambiental e de mudanças climáticas.

ISO 14001: norma que especifica os requisitos de um Sistema de Gestão Ambiental e permite a uma organização desenvolver estrutura para a proteção do meio ambiente e rápida resposta às mudanças das condições ambientais. Ela leva em conta aspectos ambientais influenciados pela organização e outros passíveis de serem controlados por ela.

ISO 31000: norma internacional que fornece diretrizes gerais para gerenciar riscos, em quaisquer atividades, incluindo a tomada de decisão em todos os níveis.

ISO 50001:2018: norma que especifica os requisitos para estabelecer, implementar, manter e melhorar um sis­tema de gestão da energia (SGE). O resultado pretendido é permitir que uma organização siga uma abordagem sistemática para alcançar a melhoria contínua do desempenho energético e do SGE.

Intensidade energética: a intensidade energética final é um indicador da eficiência da economia que evidencia a relação entre a energia final consumida e a produção de bens. Uma intensidade energética elevada indica uma baixa eficiência da conversão de energia em riqueza.

KODS: objetivos de curto, médio e longo prazos definidos pela Klabin que acompanharão a estratégia de crescimento da companhia, em consonância com os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, da ONU.

Lignina: polímero orgânico complexo que une as fibras celulósicas, aumentando a rigidez da parede celular vegetal, constituindo, juntamente com a celulose, a maior parte da madeira das árvores e arbustos.

MFC: sigla para Celulose Microfibrilada, uma matéria-prima natural e renovável, uniforme e altamente cristalina obtida pelo processo de fibrilação mecânica e/ou quimo-mecânica da celulose, que gera uma desintegração da parede celular da madeira e modifica as suas propriedades estruturais e de superfície, bem como a sua dimensão. Utilizada em papéis, tintas, cosméticos e tecidos.

NOx: Óxidos de Nitrogênio. São gases nocivos à saúde e ao meio ambiente. São formados, principalmente, a partir da queima de combustíveis fósseis. Dióxido de Nitrogênio (NO2) e Óxido Nítrico (NO) são alguns exemplos.

ODS: Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Elencados pela Organização das Nações Unidas (ONU), os objetivos são um chamado universal para ação contra a pobreza, proteção do planeta e para garantir que todas as pessoas tenham paz e prosperidade. Os 17 objetivos oferecem orientações claras e metas para todos os países adotarem em acordo com suas prioridades e desafios ambientais de todo o globo. Seu alcance requer a parceria de governos, setor privado, sociedade civil e cidadãos comuns para garantirmos que deixaremos um planeta melhor para as futuras gerações. Saiba mais aqui.

Pacto Global: iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU) para engajar empresas e organizações na adoção de 10 princípios universais nas áreas de Direitos Humanos, Trabalho, Meio Ambiente e Anticorrupção e desenvolverem ações que contribuam para o enfrentamento dos desafios da sociedade.

Packaging School: Escola de Embalagens. Instituição de ensino pós-secundária americana que visa a promover uma ponte entre academia e indústria através de parceria com empresas, especialistas e associações.

PCD: termo usado para se referir a Pessoa com Deficiência.

Política Nacional de Resíduos Sólidos: reúne o conjunto de princípios, objetivos, instrumentos, diretrizes, metas e ações adotados pelo Governo Federal, isoladamente ou em regime de cooperação com Estados, Distrito Federal, Municípios ou particulares, com vistas à gestão integrada e ao gerenciamento ambientalmente adequado dos resíduos sólidos. Para consulta, clique aqui.

RAC: Sigla para Requisitos de Atividades Críticas. São uma série de exigências para a execução de atividades que podem colocar em risco a integridade física e saúde do colaborador. O propósito é preservar a vida das pessoas. 

RL: Reserva Legal. Parcela percentual da propriedade que deve ser mantida com vegetação nativa, sendo restrita a utilização. Sua função é de assegurar o uso econômico de modo sustentável dos recursos naturais do imóvel rural, auxiliar a conservação e a reabilitação dos processos ecológicos e promover a conservação da biodiversidade, bem como o abrigo e a proteção de fauna silvestre e da flora nativa. 

Roadmap: metodologia visual e descritiva que aponta como será um produto ou um projeto específico em cada período de seu desenvolvimento. 

ROIC: sigla em inglês para Retorno Sobre o Capital Investido, ele indica quanto a empresa gera de recursos frente a todo capital investido (capital dos acionistas mais capital de terceiros).

RPPN: Reserva Particular do Patrimônio Natural é uma categoria de unidade de conservação (UC) de domínio privado, com o objetivo de conservar a diversidade biológica. A criação desta UC não afeta a titularidade do imóvel. Além de contribuírem para a ampliação das áreas protegidas no país, as Reservas auxiliam na proteção da biodiversidade dos biomas brasileiros.

SBT: sigla em inglês de Science Based Target. Em português, Metas Baseadas na Ciência. A iniciativa estabelece metodologias para ajudar as empresas a desenharem uma meta de redução de emissão em consonância com a ciência do clima e o desenvolvimento econômico sustentável. É uma colaboração entre o CDP, o Pacto Global das Nações Unidas, o World Resources Institute (WRI) e o Fundo Mundial para a Natureza (WWF). 

SOx: Óxidos de enxofre. Gases podem reagir com outros compostos presentes na atmosfera, formando pequenas partículas que são nocivas à saúde humana. Também são substâncias encontradas nas chuvas ácidas. São gerados a partir de queima de óleo combustível ou carvão, por exemplo.

Sponsor: pessoa ou grupo que fornece os recursos e suporte para projeto, programa ou portfólio, contribuindo para o resultado positivo.

Spott Timber & Pulp: organização internacional inglesa que avalia as melhores práticas ambientais, sociais e de governança corporativa das Companhias do setor de madeira e celulose.

Stakeholders: qualquer indivíduo ou organização que, de alguma forma, impacta e é impactado pelas ações de uma determinada empresa. Para a Klabin, seus stakeholders são colaboradores, clientes, fornecedores, órgãos reguladores, certificadores, órgãos públicos, instituições de ensino, imprensa, sindicatos, entidades civis, organizações sociais e comunidades do entorno de suas operações.

Team Building: conjunto de técnicas e atividades destinadas a fortalecer os laços entre integrantes de um grupo, com o objetivo de transformá-lo em um time coeso, que trabalha de forma colaborativa, tem objetivos comuns e compartilha informações e conhecimentos. 

Temas materiais: tópicos que refletem os impactos econômicos, ambientais ou sociais mais significativos da organização; ou que influenciam substancialmente as avaliações ou decisões dos stakeholders.

Toneladas de CO2 equivalente (tCO2eq): unidade de medida utilizada para comparar as emissões de vários gases de efeito estufa baseado no potencial de aquecimento global de cada um. Por exemplo, o potencial de aquecimento global do gás metano é 21 vezes maior do que o potencial do gás carbônico (CO2). Então, dizemos que o CO2 equivalente do metano é igual a 21.

Turnover: taxa de rotatividade de colaboradores em uma organização durante um período de tempo.

Units: ativos compostos por mais de uma classe de valores mobiliários negociados em conjunto. São os ativos com maior liquidez da Klabin no mercado de ações. Cada uma delas é composta por 1 ação ordinária e 4 ações preferenciais.